Rua: Antonio Clemente  n183- Jd. São Paulo- São Paulo/SP  11 2281-6266/ 2099-1074 11 95032-0480 astego@uol.com.br

Título

Autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et dolore feugait

Gesso do futuro já existe: mais leve, pode ser lavado e acelera recuperação em 38%

Gesso tradicional tem sido usado durante décadas no processo médico de regeneração de ossos quebrados, mas uma nova tecnologia pode substituir para sempre o velho método por ser mais leve, higiênico e até acelerar a recuperação.

“Gesso do futuro” é feito em máquina 3D Batizado de Osteoid, o “gesso do futuro” é feito com materiais ecologicamente corretos e criado através de uma impressora 3D, que permite mais conforto ao paciente que tem seu membro digitalizado para receber o protótipo sob medida.

A criação do designer turco Deniz Karasahin ainda permite a utilização de estimuladores de baixa intensidade que, ao serem implantados no Osteoid, emitem ondas que aceleram a recuperação em até 38%. Além disso, o sistema pode, de acordo com o fabricante, aumentar em 80% as taxas de cura em ossos quebrados. Apesar do visual arrojado e até mesmo futurista, o “gesso do futuro” pode não ser aplaudido pelos mais saudosistas que ainda cultivam o hábito de assinar e fazer desenhos no gesso tradicional.

 

Astego